O homem da minha vida

Vejo com muita frequência pessoas declarando que outros são os amores de suas vidas e acho extremamente bonito. Porém, existem pessoas de laços familiares que estão a vida inteira ao seu lado, que te sustentam, que brigam com você muitas vezes no dia ou não, que estão ao seu lado em cada derrota e além de tudo, te fazendo conquistar vitórias. Vejo com muita frequência essas mesmas pessoas não recebendo demonstração que outras recebem e fico indignada. Espero que futuramente surja um homem muito especial, que me ame, que cuide de mim. Mas que acima de tudo, o homem que me criou, que me educou, que esteve comigo sempre, que me viu dar meus primeiros passos, ouviu minhas palavras sem sentido me acompanhe. Espero que eu carregue cada pedacinho do homem que me fez ser o que sou hoje. Que eu tenha um jeitinho também torto dele de ser, um pouco estressado, um pouco sensato. Espero que eu carregue a sua boa vontade, a sua compaixão e acima de tudo o seu amor. Espero que eu carregue a sua determinação, a sua força de vontade, a sua necessidade de seguir em frente firme. Espero que eu carregue um pouco daquele cabelo preto que hoje em dia já está ficando grisalho, que eu carregue aquela cor de pele, aquele jeitinho resmungão. Mas que eu carregue qualquer coisa dele para que possa dizer que vim dele com muito orgulho. E que pessoas queridas passem a receber o valor que realmente merecem, que sempre mereceram e que talvez, nunca tiveram. O único homem de verdade da vida de alguém, é meu pai. 


(via romanteios)


(via romanteios)


Escrevo isso e choro. Porque quero tanto e não quero tanto. Porque se acabar morro. Porque se não acabar morro. Porque sempre levo um susto quando te vejo e me pergunto como é que fiquei todos esses anos sem te ver. Porque você me entedia e dai eu desvio o rosto um segundo e já não aguento de saudade. E descubro que não é tédio mas sim cansaço porque amar é uma maratona no sol e sem água. E ainda assim, é a única sombra e água fresca que existe. Mas e se no primeiro passo eu me quebrar inteira? E se eu forçar e acabar pra sempre sem conseguir andar de novo? Eu tenho medo que você seja um caminhão de luz que me esmague e me cegue na frente de todo mundo. Eu tenho medo de ser um saquinho frágil de bolinhas de gude e de você me abrir. E minhas bolhinhas correrem cada uma para um canto do mundo. E entrarem pelas valetas do universo. E eu nunca mais conseguir me juntar do jeito que sou agora. Eu tenho medo de você abrir o espartilho superficial que aperto todos os dias para me manter ereta, firme e irônica. Minha angústia particular que me faz parecer segura. Eu tenho medo de você melhorar minha vida de um jeito que eu nunca mais possa me ajeitar, confortável, em minhas reclamações. Eu tenho medo da minha cabeça rolar, dos meus braços se desprenderem, do meu estômago sair pelos olhos. Eu tenho medo de deixar de ser filha, de deixar de ser amiga, de deixar de ser menina, de deixar de ser estranha, de deixar de ser sozinha, de deixar de ser triste, de deixar de ser cínica. Eu tenho muito medo de deixar de ser.
Tati Bernardi. (via auroriar)

(via auroriar)


Você não deve fazer ideia do quanto é difícil pra mim te ver todos os dias, e a primeira coisa que vem a minha cabeça é te abraçar, e não poder.
A culpa é mesmo das estrelas?  (via romanteios)

(via romanteios)


(via estremecida)


(via romanteios)


Eu acho que tenho essa ironia, esse deboche sim. É uma autodefesa, porque as pessoas são fogo mesmo. Então a gente tem que jogar um pouco com o deboche, com o cinismo para não se machucar.
Cazuza.  (via romanteios)

(via romanteios)


(via estremecida)


Porque a força de dentro é maior. Maior que todo mal que existe no mundo. Maior que todos os ventos contrários. É maior porque é do bem. E nisso sim, acredito até o fim.
Caio Fernando Abreu. (via sou-inseguro)

(via laystri)